Preciosas lições de uma escola Waldorf (parte II)

Este texto foi originalmente publicado no site Elephant Journal e é da autoria de Victoria Fedden, que trabalhou durante um ano numa escola Waldorf. Aqui está a segunda parte da adaptação e tradução:

Não só é perfeitamente normal, como até é saudável, os miúdos ficarem regularmente sujos 

Há pais super preocupados com a sujidade e as bactérias e que ficam aterrorizados com a ideia dos seus filhos se sujarem.

Esquece. Respira fundo e deixa andar. Os miúdos precisam de brincar e de se sujar. Sim, na terra verdadeira e na areia. Precisam de saltar nas poças, espremer bagas, sentir a lama escorrer por entre os seus dedos pequenos. Têm de viver e experimentar o mundo com todos os sentidos e isto muitas vezes equivale a uma total imersão na badalhoquice. É saudável!

Muitos estudos recentes apontam para uma ligação directa entre as doenças auto imunes e as alergias das crianças à falta de exposição das mesmas a estes ambientes sujos. Agora vive-se num ambiente muito limpo e isso nem sempre é bom. É que ao sujarem-se estão a enriquecer a sua própria diversidade bacteriana, reforçando assim o seu sistema imunitário.
Não te esqueças que podes sempre dar-lhes um banho mais tarde (e estragar a pele das mãos a esfregar a roupa, ahah) (não, esta parte não está no texto original 😉 ).

Estimula-o a preencher a página toda

Esta foi uma coisa estranha que observei quando trabalhei numa escola Waldorf. Quando as crianças desenhavam era-lhes dada muito pouca orientação, mas eram fortemente aconselhados a preencher toda a página com camadas de cor.

Isto marcou-me bastante. Os alunos Waldorf criam belíssimas obras de arte com idades muito precoces e eu creio que isso está relacionado com o facto de serem ensinados a preencher toda a folha antes de passarem para outro projecto artístico. Isto ensina-os a focalizarem-se e a terminarem o que começaram e cria também um forte sentido estético, porque levam a sério os seus trabalhos artísticos, não se limitando a fazer uns rabiscos perdidos numa página.

Cada momento é uma oportunidade de aprendizagem 

Gosto de dizer que todos os pais ensinam em casa (são homeschoolers no original), independentemente de enviarem, ou não, o filho para a escola.

As crianças aprendem com o exemplo e por isso é de crucial importância os adultos comportarem-se calmamente, com assertividade e compaixão. Eles aprendem por imitação, tem consciência disso, e aprendem através das experiências que lhes proporcionamos.

Por isso tudo o que fazemos é uma oportunidade de aprendizagem para eles.

Mostra-lhes os frutos exóticos na frutaria ou merceria. Deixa-os pesar as lentilhas compradas a peso. Explica-lhes o movimento das marés na praia. Conta-lhes como o sol atravessa o céu todos os dias. Deixa-os deitarem-se mais tarde para ver um meteorito ou cometa ou eclipse à noite. Constrói algo com a sua ajuda.

Praticar uma arte, dança, canto ou trabalhar com as mãos molda e estrutura o cérebro

Os estudantes e professores Waldorf costumam ser pessoas equilibradas. Todos trabalham com arte, música, dança ou fazem trabalhos manuais (tricotam, costuram, constroem, tecem, etc) independentemente da sua idade, género ou talento inato.

Estas actividades são vistas como tendo o propósito de criar um ser humano equilibrado, em que a mente, o corpo e o espírito estão bem articulados e integrados. Uma das maiores tragédias do sistema educativo é retirar as artes do curriculum, a favor da memorização pura e dura e da preparação para os exames. Esta educação zombie cria estudantes que se sentem vazios, pouco realizados e que não nutrem uma paixão pela aprendizagem e pela vida.

Ensina conceitos abstractos, como a matemática, através de actividades práticas e manuais

As pessoas em geral, e as crianças em particular, aprendem melhor conceitos abstractos, como matemática e ciência, quando os mesmos são aplicados ao mundo real. Ensina as medidas em contruções e ao cozinhar. Observa a ciência em acção no mundo natural. Quando aprendem desta forma, as crianças atingem um entendimento mais profundo de assunto abstractos e, além do mais, desenvolvem capacidades muito úteis!

Os teus filhos seguem o seu próprio percurso – respeita a sua autonomia e individualidade

Celebra as características únicas dos teus filhos, independentemente do quão diferentes são de ti ou do que tinhas como expectativa para eles.

Os nossos filhos vêm para o mundo através de nós e temos a obrigação de os manter bem e seguros até serem adultos, mas não nos pertencem, não são propriedade nossa. Eles são deles mesmos e a sua individualidade deverá ser sempre respeitada e encorajada.
Isto muitas vezes significa deixá-los encontrar o seu próprio caminho, as suas paixões, interesses, alegrias e diversões sem a pressão dos pais para se enquadrarem numa estrutura pré formatada.

O objectivo é educar crianças que se tornarão pessoas equilibradas, saudáveis e confiantes, inovadoras e com liberdade de pensamento, não seguidores ansiosos desesperados por se encaixarem.

A pedagogia Waldorf foi desenvolvida por Rudolf Steiner e baseia-se na Antroposofia. Parte do pressuposto que os seres humanos são compostos por mente, corpo e espírito, e as 3 partes devem ser igualmente trabalhadas para um harmonioso desenvolvimento. As escolas com pedagogia Waldorf promovem a criatividade, aprendizagem com as mãos, resolução de problemas, arte, música, crescimento espiritual e prestação de serviço aos outros, assim como a apreciação da beleza. Não é preciso ser-se adepto da Antroposofia ou concordar com as opiniões de Rudolf Steiner para se tirar bom partido destes ensinamentos.

Podes seguir publicações em português na Biblioteca Virtual da Antroposofia 

imagem daqui

Anúncios

2 comentários sobre “Preciosas lições de uma escola Waldorf (parte II)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s