mais organização, (muito) menos stress

Quando chegou o bebé nº3, contrariamente ao que esperava, fiquei com uma enorme sensação de paz e calma. Durante muito tempo, vários dias, mesmo semanas consecutivas. Porquê? Porque tinha a sensação de controlo da situação.

Analisando à distância, a origem desta paz vem de três coisas:
1. a experiência e a auto-confiança adquirida;
2. a gratidão, estar consciente de que, apesar das contrariedades, sou uma sortuda por tudo aquilo que tenho e
3. a organização que estabeleci.

Um bebé é um furacão na vida de qualquer casal, mas tinha a vantagem de saber ao que ia. A recuperação do parto mói sempre, dê por onde der. Mas sabia que ia recuperar e ia fazer por isso. O bebé era calmo 🙂 e eu já sabia interpretar as suas pistas – o choro, as cólicas, a fralda suja. A confiança em mim mesma era muito grande e isso é o mais importante para qualquer mãe.

A minha vida está longe de ser perfeita e vejo-me a braços com várias chatices e dificuldades que gostaria de não ter. Mas recuar um pouco e ver a posição em que estou, nomeadamente por comparação, fez com que desse muitíssimo mais relevo à parte boa. Só isso faz um mundo de diferença!

Se abraçarmos a imperfeição e se nos organizarmos nos aspectos práticos, temos controlo sobre (parte) da nossa vida e isso traz uma paz indescritível. Mesmo.

Então que aspectos práticos são estes?

Começo pela casa: limpeza, arrumação. Continuo pelas refeições. Faço uma grande pausa no sono e concluo na organização de aspectos menos evidentes.

Este tema é tão vasto que não só dá pano para mangas, como para o enxoval inteiro. Por isso abordo apenas o início, a limpeza e organização. O resto fica para textos vindouros 😉

O caos visual, não sabermos onde estão as coisas e a porcaria acumulada geram stress e isso condiciona o nosso comportamento. Como podemos ter paciência para os inevitáveis choros, brigas e afins quando nos sentimos ‘atacados’ pelo nosso espaço, caótico e confuso?

Naturalmente que à 3ª criança os níveis de exigência baixaram bastante, a expectativa não pode ser a mesma – a bitola é mais baixa, mas há um mínimo.

Para a limpeza estabelecemos um dia para aspirar a casa e lavar as loiças da casa de banho. Tomamos nota numa agenda, onde assentamos também o dia em que os lençóis foram, ou têm de ser, mudados. Não havendo hipóteses de uma ajuda externa, tomar nota e riscar da lista a tarefa cumprida ajuda a manter uma rotina de limpeza. Há as tarefas semanais, quinzenais e aquelas que acontecem quando calha (como limpar vidros). Mas também nestes casos esporádicos, o agendamento ajuda a fazer com que aconteçam. O ideal é fazer isto durante a semana, para libertar o fim de semana para actividades mais giras com a miudagem.

Quanto à arrumação, há uma regra muito simples – quanto mais temos, pior. Se temos muitas coisas em casa – roupa, brinquedos, revistas, sapatos, bibelôs, papelada – temos muita probabilidade de a espalhar por todo o lado.

A minha bloguista favorita, a Tsh Oxenreider do The Art of Simple, tem um livro editado sobre a matéria a que chama de declutter. Se clutter é tralha, declutter é tirar a tralha, “destralhar”, num possível neologismo em português. A sua abordagem é a de guardar apenas as coisas úteis e belas, que valem mesmo a pena. É apologista do menos e melhor, em detrimento da acumulação e abundância do supérfluo.

Pessoalmente revejo-me na sua postura e por isso regularmente (tentamos, que o ‘lixo afectivo’ é tramado…) despachamos tralha que vamos acumulando, sejam livros ou roupas das crianças (ai a roupa das crianças!…).

Reduzir as coisas inúteis que temos em casa poupa horas de arrumação e limpeza. É que afinal de contas somos nós que dominamos os objectos, ou os objectos que nos dominam a nós (e ao nosso tempo)?

Fica prometido mais sobre esta matéria. Seguindo o mãegazine no facebook ou subscrevendo através de e-mail, não se perde pitada 😉
Até breve!

ilustração de Elizabeth Builes

Anúncios

2 comentários sobre “mais organização, (muito) menos stress

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s