Consumo responsável | Primeiros passos

Passaram 2 semanas desde que assisti à conferência da guru do desperdício zero e uma desde que vi o documentário Before the flood, como escrevi aqui.

Roma e Pavia não se fizeram num dia e aqui registo as primeiras impressões de uma tentativa consciente e deliberada de consumir melhor e poluir menos.

diego-herrera

Caixas e embalagens – a tentação é de olharmos para as caixas e frascos que temos e desfazermo-nos de todos para adquirirmos uns novos e xpto. Alto aí babalu! A ideia é começar por reutilizar o que temos e cá por casa isso passou por acabar alguns produtos e guardar a sua embalagem para posterior uso. O tónico capilar de que falo aqui está num antigo frasco de perfume, reutilizável 🙂

Olho clínico – apesar de ter comprado uns frascos de creme para barrar com óleo de palma (shame on me), agora vou guardar a embalagem, copo de vidro com tampa plástica, bem útil para o kefir que não se dá bem com o metal. Dou por mim a olhar para as embalagens entre as reutilizáveis e as totalmente em plástico. Umas entram em casa, as outras tento que não.

No trabalho – o pior de tudo é no local de trabalho. Café em copos descartáveis acabou, vou ao balcão beber em chávena de cerâmica, o tradicional. A parte da água é simples e já fazia há anos: tinha uma garrafa de vidro reutilizável (e era constantemente gozada por ser de uma cerveja, estão a ver, beber cerveja no trabalho…). Ofereceram-me uma de inox muito jeitosa que passei a deixar lá e a encher naquelas máquinas que dispensam água. Também tenho um daqueles copos altos, térmicos (travel mug), como se usa nos EUA. Um termo faz o mesmo efeito e podemos pedir para nos fazerem o chá directamente no copo/termo. Bestial para o frio 🙂

Guardanapos – a questão dos guardanapos numa cantina/restaurante é complexa. Das duas, uma: ou se é muito consciencioso e gasta-se pouco papel, ou temos a trabalheira de levar guardanapo de pano de casa. Ainda estou na 1ª opção.

Secar as mãos – ou se usa o secador (que aumenta temporariamente o número de bactérias, mas apenas quando seca) ou se recorre ao papel, quando não é oferecida a alternativa do rolo da toalha. Levar de casa não é sequer uma opção. Na realidade basta muito pouco papel para secar as mãos e conheço quem guarde sacos de papéis das mãos secos e amachucados para reutilizar (mas porque costuma faltar, ah ah)

Ida ao supermercado (para compras semanais) – levei sacos de pano (do pão, daqueles de pano com marcas de medicamentos impressas e mesmo uma fronha) para o supermercado e consegui fugir de boa quantidade de sacos plásticos – pão, fruta, frutos secos a peso. Como não há queijo a peso no supermercado do bairro, não escapo a algumas embalagens plásticas… até ver.

Produtos de limpeza e cosmética – na minha experiência, a casa de banho e a cozinha são os locais mais complexos, dada a quantidade de produtos que aí temos – de limpeza pessoal ou doméstica e, claro, os produtos alimentares. Vai ser difícil fazer desaparecer as embalagens, ainda há muito champô, detergente e plástico de um modo geral por usar. Essa é que é a coisa relevante – antes de se experimentar alternativas, gastar o que se tem, sem culpa. Afinal de contas a epifania ecológica chegou depois desse artigo…
Um dos putos acabou, num único banho de imersão, com metade de uma embalagem de gel duche para criança. Plástico para reciclar e em substituição… tchann, sabão de Alepo (sim, a cidade síria flagelada e destruída por bombardeamentos). Paguei cerca de 3,60€ por uma barra de 200gr, da qual cortei um terço para uso. Acabou-se o banho cheio de espuma e o plástico que o sabão trazia é incomparavelmente menor que o que foi gasto. A única coisa é que se tem de deixar numa saboneteira sem água, senão derrete todo e fica com consistência viscosa e pouco atraente…
Se não leram, aqui está o pequeno guia de consumo responsável dedicado à cosmética

Descartáveis – estou loooonge de me aproximar do desperdício zero em relação a alguns descartáveis – fraldas, toalhetes húmidos e lenços de papel. Com as litradas que saem dos narizes cá de casa, duvido que a transição para lenços de pano seja pacífica… :/

Cozinhar no forno – uma coisa básica e que não fazia era evitar o papel de cozedura no forno. Realmente, com a parafernália de suportes para ir ao forno anti aderentes, consegui evitar uma série de utilizações, de pizzas a bolos. Iupi 😀

Recordei-me deste meu artigo de 2009 (a blogar desde esse ano, yeah) – é giro ver como as coisas mudaram. O BPA (bisfenol A) passou à ordem do dia e agora raros são os biberões que não afixam na embalagem “sem bisfenol”!

Na minha perspectiva, o flagelo nem é tanto o lixo em geral, mas sim o plástico em particular.
Há uns tempos ouvi uma emissão na rádio que alertava para o facto de o plástico estar a entrar na cadeia alimentar, via peixes. Neste vídeo, dizem que há 5 continentes de lixo nos oceanos (Pacífico Norte e Sul; Atlântico Norte e Sul e Índico) e que o maior de todos, no Pacífico Norte, mede 6x a França e chega a ter 30m de profundidade!!!!!!!!!!!!!!!! E acrescentavam que a este ritmo em 2050 haverá mais plástico do que peixe. Imaginem a desgraça para a saúde.
Se isto não é um murro na barriga para nos acordar para redução de plástico, não sei o que será…

Pela minha parte comecei a acelerar cá por casa esta coisa da redução de plástico e de lixo em geral, através de um #consumoresponsavel, consciente, sustentável, deliberado. O jornal Guardian diz, num artigo, que este movimento #desperdiciozero / #zerowaste / #zerodechet é liderado por mulheres, por serem tradicionalmente quem toma conta das compras e gestão doméstica. Que seja.
Mulheres ou homens, se estão na mesma onda – e numa de começar ontem – já sabem onde me encontrar*.

melro

*Facebook, Pinterest ou subscrevendo o site ali ao fundo à direita do ecrã

Anúncios

2 comentários sobre “Consumo responsável | Primeiros passos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s