Empatia vs simpatia – a arte de escutar

Como definir empatia e simpatia?

Quando somos empáticos, conseguimos comunicar com o outro porque nos colocamos na sua pele. Sabemos o que o outro sente, ou pelo menos conseguimos perceber como é e isso dá-nos uma abertura, uma disponibilidade emocional que faz com que o outro se sinta bem.

Já a simpatia é sermos solícitos e prestáveis, amáveis, mas não conseguimos forçosamente a tal comunicação profunda com a outra pessoa. Ajuda mas não cura.

Este vídeo é fantástico a explicar a diferença entre a empatia e a simpatia:

Tenho para mim que a escuta empática é das coisas mais difíceis de encontrar. É tramado encontrarmos alguém que seja capaz de nos ouvir com atenção, sem julgamento ou sem tentar encontrar uma fantástica solução para o nosso problema.

Num registo mais cómico, este vídeo também é esclarecedor 🙂

A escuta empática é mais fácil de encontrar junto de profissionais, como psicólogos, médicos (alguns) ou mesmo padres, gente cujo trabalho passa por fazer uma filtragem e, de certa forma, uma purificação da nossa experiência mais ou menos dolorosa.

Citando novamente José Tolentino Mendonça, agora no seu texto A Arte de Escutar:

“A escuta não é apenas a recolha do discurso verbal. Antes de tudo é atitude, é inclinar-se para o outro, é confiar-lhe a nossa atenção, é disponibilidade para acolher o dito e o não dito, o entusiasmo da história ou a sua dor mais ou menos ciciada, o sentimento de plenitude ou de frustração. E fazer isto sem paternalismos e sem cair na tentação de se substituir ao outro. Ouvir é oferecer um ombro, onde o outro possa colocar a mão, para rapidamente se levantar. Ouvir é colaborar amigavelmente num processo de discernimento cuja palavra derradeira cabe sempre à liberdade do próprio.”

Por vezes precisamos muito que nos oiçam, e os amigos e familiares podem cumprir essa função. Mas é importante que saibam manter a tal distância de não julgamento e não aconselhamento (do género eu sei muito bem o que é que estás a precisar). Basta estar ali, de coração aberto.

O mesmo se aplica aos nossos filhos. Temos de aprender a estar ali, para eles, sem tentar resolver as coisas. Só darmos o nosso tempo e disponibilidade. Assim se resolvem muitos problemas.

imagem daqui

Anúncios

5 comentários sobre “Empatia vs simpatia – a arte de escutar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s