#semstress (ou lá perto) em 15 pontos

(este site é meio magazine meio blogue onde vou partilhando ideias mundanas ou profundas. Certos textos partem da minha experiência, que não pode ser radicalmente diferente da de muitas mães por este país mundo fora. Este encaixa-se nesta categoria)

respira mãegazine

Assumo ser uma stressada. Não era assim antes de ter filhos. Mas, não sei como, três putos à perna fazem-me ser a Fabienne Lepic da série francesa que passa na RTP2 (1ª temporada).

Continuar lendo #semstress (ou lá perto) em 15 pontos

Agora sou eu

Escrevo este texto na véspera do mais velho ir para a escola oficial, a escola a sério. As aulas estão aí e com ela uma série de ritmos e rotinas que vão adaptar-se às nossas vidas. Depois de conhecer horários e testar percursos e tudo isso, logo se vê onde podemos encaixar a ginástica, o ginásio, a piscina ou a música. Se der.

Mas agora sou eu.

É o que dá vontade de dizer.

Depois da fase bebé (roupa largueirona e de trazer por casa, mesmo que seja para o trabalho) (…) e da fase um pouco menos bebé mas ainda não durmo nada de jeito, atingi a fase agora sou eu.

malin-koort Continuar lendo Agora sou eu

Pensamentos soltos de Verão 

 

virginie Morgand 2

1. Há quem não tenha ideias para continuar blogues. Eu tenho as ideias, não tenho é o tempo – ou melhor, a disponibilidade para o fazer. A verdade é que Continuar lendo Pensamentos soltos de Verão 

Tudo o que sempre quis(este) saber da Maria do 6+2

Vamos pôr as coisas como elas são: se houvesse um percentil para o grau de stress das mães, a Maria Cordoeiro estaria no percentil 5. Eu mais do lado dos 95… 😔  #fabiennelepicsaidomeucorpo

Como qualquer pessoa, fico fascinada com quem dá sinais de ser radicalmente diferente de mim, sobretudo se o seu comportamento se aproxima do ideal que tenho para mim mesma.

Penso que não estou só, a avaliar pelos mais de milhar e meio que seguem o seu blogue por email. A Maria Cordoeiro, nas pequenas crónicas familiares que escreve, evoca um mundo que muitos almejam – e eu em particular. Continuar lendo Tudo o que sempre quis(este) saber da Maria do 6+2

Resoluções de Ano Novo | modo de usar

Depois de preparar o terreno para as habitualmente falhadas boas intenções de ano novo, evocando as extraordinárias virtudes do mês de Dezembro, volto à carga com esta história de resoluções de ano novo. Por uma razão muito simples – este ano não quero falhar.

Depois de um final de ano particularmente stressante, chego à conclusão que all I want for Christmas New Year is:

paz_Joyce Schellekens

Paz de espírito e menos stress

(e mais umas coisitas) Continuar lendo Resoluções de Ano Novo | modo de usar

Resoluções de Ano Novo | o pensamento mágico

Vou partir do pressuposto que pensas como eu:

Dorian Vallejo 5

Chega o Natal e achas, porque é Natal, que as coisas vão correr bem. Afinal é o mês de Dezembro, da generosidade, de um Salvador que traz boas notícias, nomeadamente de esperança para o nosso mundo cansado, poluído, injusto, corrupto e corrompido, mesquinho, avaro e egoísta. Mesmo que não acredites em salvadores nenhuns, acalentas a íntima esperança de que desta é que é, as coisas vão ser diferentes, o mundo vai ficar melhor.

Consomes-te em listas de presentes e idas às compras, de prendas ou de comida ou dos ingredientes para cozinhares. Aguarda-te a noite da consoada. Continuar lendo Resoluções de Ano Novo | o pensamento mágico

Balanço de 2015 | Mãegazine

Este é o meu 100º artigo publicado. Hooray! Achei por bem fazer dele o artigo do balanço do ano.

balanco maegazine 2015

Comecei este site em meados de Maio de 2015. Há 7 meses, portanto. Apesar de ser um projecto recente, foi um projecto muito maturado, até se tornar uma realidade, com a compra do domínio. 2015 foi por isso, entre outras (importantes) coisas, o ano do site.

É um cliché dizer-se que o caminho se faz a caminhar, mas é a mais absoluta das verdades. Tinha uma ideia mais ou menos vaga do que queria, com algumas directrizes muito claras – sendo a principal a clareza e qualidade gráfica das imagens escolhidas e do site em si. Continuar lendo Balanço de 2015 | Mãegazine